terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Faço o que eu quero , do meu mundo e do meu orgulho !




Essas coisas acontecem de repente. Você olha para o lado e cai novamente na lembrança, tão forte, tão forte que não adianta beber até cair. Porém, não vejo mais vergonha em admitir que me fez bem , e que me traz algum conforto resgatar da memória aquelas imagens únicas. Tolice é se manter preso a valores, uma vez que estes nunca serão os mesmos, a vida e a idade te faz perceber o quão pequeno são os padrões que durante a adolescência você cria para si mesmo. Tentando desesperadamente criar uma história de si mesmo, que seja boa o bastante para sair contando aos quatro ventos. O pior é ter a certeza de que esta fazendo a coisa errada, e ao invés de fazer logo e arcar com as consequências , você fica se remoendo. Ainda acredito que errar faz aprender, que se decepcionar também faz esquecer mais rápido , e talvez nesta ultima hora eu tenha feito isso, tenha tentado me decepcionar mais uma vez e perceber que esquecer esta mais próximo do que nunca.

Não me importa se eu que lembro, se eu que mando , se eu que escrevo , de verdade não me importa. O que realmente faz diferença para mim é saber que eu não estou mais vivendo numa esfera de plástico rodeada de amigos sorridentes que na verdade não tem nada por dentro. Só eu sei o que realmente foi importante para mim.

Eu sei até onde vão minhas expectativas e certezas.